Comitês de Bacias paulistas preparam-se para o 8º Fórum Mundial da Água

Tamanho da letra:

Os 21 Comitês de Bacias Hidrográficas paulistas estão se preparando para representar o Estado de São Paulo no maior evento mundial sobre água que, pela primeira vez, vai acontecer no hemisfério Sul. O 8º Fórum Mundial da Água será realizado entre os dias 18 e 23 de março de 2018, em Brasília (DF), no qual são esperados cerca de 30 mil representantes de mais de 100 países.

Durante o evento, os comitês paulistas irão expor seus projetos e ações no Espaço São Paulo, uma infraestrutura com auditório, “media center” e outras salas, que ficará no Estádio Nacional “Mané Garrincha” e está sendo organizada pela Agência das Bacias PCJ, que também será responsável pela coordenação no local.

Criado em 1996 pelo Conselho Mundial da Água, o Fórum foi idealizado para estabelecer compromissos políticos acerca dos recursos hídricos. As edições anteriores aconteceram em Marrakesh, Marrocos (1997); Haia, Holanda (2000); Quioto, Shiga e Osaka, Japão (2003); Cidade do México, México (2006); Istambul, Turquia (2009); Marselha, França (2012); e Daegu e Gyeongbuk, Coreia do Sul (2015).

O evento acontece a cada três anos com os objetivos de aumentar a importância da água na agenda política dos governos e promover o aprofundamento das discussões, trocar experiências e formular propostas concretas para os desafios relacionados aos recursos hídricos. A organização espera receber mais de 60 chefes de Estado em Brasília, além de especialistas internacionais renomados. Na programação, estão previstos mais de 200 debates e atividades educativas, informativas e culturais. A programação completa e outras informações podem ser conferidas no site www.worldwaterforum8.org/pt-br.

O tema da oitava edição, Compartilhar a Água, será debatido por representantes de governos, da sociedade civil, de empresas públicas e privadas e de organizações não governamentais de diversos países. Para favorecer o amplo debate sobre os temas centrais do evento, o Comitê Diretivo Internacional do Fórum criou a plataforma Sua Voz, uma ferramenta que permite que cidadãos de qualquer lugar do planeta com acesso à internet compartilhem ideias, experiências e soluções, e façam sugestões para serem incluídas no encontro mundial. Já foram realizadas duas rodadas de discussão e uma terceira deverá ocorrer em breve. As discussões online são coordenadas pela Agência Nacional de Águas (ANA) em articulação com o Secretariado e demais instâncias de organização do Fórum.

O 8° Fórum é realizado e organizado pelo Governo Federal, por meio do Ministério do Meio Ambiente, Governo do Distrito Federal e Conselho Mundial da Água, com apoio da Agência Nacional de Águas (ANA) e da Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa).

ESPAÇOS

Na edição de Brasília, o Fórum Mundial da Água será realizado em dois locais. Um deles será o Centro de Convenções Ulysses Guimarães, com atividades restritas para os participantes que se inscreveram no evento. O espaço pode receber até 9,4 mil pessoas simultaneamente em uma área de 54 mil metros quadrados, abrigando cinco auditórios e 13 salas modulares com partições acústicas retráteis que permitem diferentes combinações.

Haverá também um espaço gratuito, a Vila Cidadã, cuja estrutura ficará no Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha, próximo ao Centro de Convenções Ulysses Guimarães. A Vila Cidadã será aberta à população. O local, onde também estará instalado o Espaço São Paulo, contará com arena de debates, palestras, exposições, cinema, artesanato, talk shows e espaço gourmet.

Foto aérea do Estádio Mané Garrincha, onde será instalado o Espaço São Paulo, que vai abrigar exposições e atividades dos 21 Comitês de Bacias Hidrográficas paulistas