Encontro Pré-Fórum Mundial da Água será transmitido ao vivo pela Agência das Bacias PCJ no Facebook

Tamanho da letra:

Resultado de uma parceria entre Agência das Bacias PCJ, Comitês PCJ e Consórcio PCJ, encontro vai debater nesta terça-feira(20/02/2018), a partir das 13h30, a importância do 8º Fórum Mundial da Água e a participação das Bacias dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí no maior encontro sobre a água do mundo; a atividade acontecerá no anfiteatro da Fumep (Fundação Municipal de Ensino de Piracicaba), com a participação de 150 inscritos e transmissão em tempo real na fanpage www.facebook.com/agenciapcj  

Com 150 inscritos, o Encontro Pré-Fórum Mundial da Água, que acontece na tarde desta terça-feira(20/02/2018), a partir das 13h30 no Salão Nobre da Fundação Municipal de Ensino de Piracicaba (FUMEP), em Piracicaba (SP), será transmitido em tempo real pela Agência das Bacias PCJ através de sua página no Facebook (www.facebook.com/agenciapcj). O Pré-Fórum é organizado pelo Consórcio PCJ, Comitês PCJ e Agência PCJ, e vai discutir a importância do maior evento sobre água do mundo e seus impactos junto à comunidade, além de servir como espaço para organizar a participação de membros das entidades e sociedade civil da região das Bacias PCJ.

O encontro contará com a presença de João Freire –responsável pela divulgação e comunicação do 8º Fórum Mundial da Água – Brasília 2018, e tem o apoio da prefeitura local.

Freire será sabatinado por um grupo de representantes do Consórcio PCJ e das Câmaras Técnicas dos Comitês PCJ, ao estilo do programa Roda Viva, da TV Cultura. A plateia também poderá participar e fazer intervenções durante a entrevista.

O objetivo dos organizadores do Pré-Fórum é esclarecer todos os presentes sobre a história dos Fóruns Mundiais da Água e trazer novidades sobre o cronograma oficial do evento, com a finalidade de que a comunidade das Bacias PCJ possa se organizar para participar das sessões, painéis, Expo e Feira Técnica de forma mais eficiente.

Esta é a segunda vez que o consultor de Comunicação do 8º Fórum Mundial da Água vem às Bacias PCJ esclarecer detalhes sobre o evento. Antes, ele já havia participado do encontro de jornalistas promovido pelo Consórcio PCJ, com o apoio dos Comitês PCJ e Agência das Bacias PCJ, em outubro de 2017, na PUC-Campinas.

Naquela ocasião, ele expôs um panorama sobre a organização e os preparativos para a realização do Fórum e apresentou dados preocupantes sobre a sensibilização da sociedade brasileira acerca da problemática da água e do meio ambiente.

O que mais chamou a atenção foi que, segundo os dados mostrados, 53% da população nunca ouviu falar de desenvolvimento sustentável, 80% não considera a falta de saneamento básico um problema, 61% não se preocupa com a poluição de fontes de água e 11% não sabe apontar nenhum problema ambiental.

“O papel da comunicação do 8º Fórum Mundial da Água não é o de simplesmente promover o evento, mas, sim, de disseminar na comunidade um maior entendimento sobre a importância da água em políticas públicas”, disse Freire durante o encontro de jornalistas.

O 8º Fórum Mundial da Água – Brasília 2018 contará com a maior participação de integrantes das Bacias PCJ da história do evento, com presenças de estudantes, técnicos, comunicadores, gestores de recurso hídricos, prefeitos, vereadores, empresas e acadêmicos. A expectativa é de que ao menos 200 pessoas das Bacias PCJ estejam presentes na semana de 18 a 23 de março, data do Fórum.

Para se ter ideia da amplitude do evento atual, a última comitiva da entidade foi no 6º Fórum Mundial da Água, ocorrido em Marselha, na França, em 2012, que contou com a participação de 50 pessoas. Mais informações no site http://www.worldwaterforum8.org/ .

COMITÊS PCJ E AGÊNCIA DAS BACIAS PCJ NO FÓRUM

Os Comitês PCJ e a Agência das Bacias PCJ participarão ativamente do 8º Fórum Mundial da Água, através do Espaço São Paulo, um estande com 200 metros quadrados que irá abrigar os 21 Comitês de Bacias Hidrográficas do Estado de São Paulo e também patrocinadores, como é o caso da Sanasa-Campinas (cota ouro).

O Espaço São Paulo será instalado na Feira do Fórum Mundial da Água, que ficará no Estádio Nacional “Mané Garrincha”, local aberto ao público. O Espaço contará com uma infraestrutura com auditório, “media center” e outras salas. O outro local do 8º Fórum Mundial será o Centro de Convenções Ulysses Guimarães, com atividades restritas para os participantes que se inscreveram no evento.

SAIBA MAIS

Os Comitês PCJ são considerados o ‘Parlamento das Águas’, e visam promover o gerenciamento dos recursos hídricos em sua área de atuação de forma descentralizada, participativa e integrada em relação aos demais recursos naturais, sem dissociação dos aspectos quantitativos e qualitativos e das peculiaridades das bacias hidrográficas.

Nas Bacias PCJ, o trabalho tornou-se integrado com a articulação permanente dos três comitês:  o CBH-PCJ, instituído pela lei estadual (SP) nº 7.663/91; o PCJ Federal, instituído pela lei nº 9.433, de 8 de janeiro de 1997; e, finalmente, o CBH-PJ (Comitê da Bacia Hidrográfica dos rios Piracicaba e Jaguari), criado no âmbito da lei estadual de Minas Gerais nº 13.199, de 29 de janeiro 1999. O território abrange 76 municípios: cinco mineiros e o restante, paulistas.

A gestão é descentralizada e participativa, pois busca sempre a convergência das decisões desses colegiados, como forma de garantir o desenvolvimento e a continuidade da gestão dos recursos hídricos nas Bacias PCJ. Entre outros pontos relevantes que marcam a história dos Comitês PCJ, está a forte participação da comunidade, que pode se integrar à entidade por meio de suas 12 câmaras técnicas.

Já a Fundação Agência das Bacias PCJ é uma entidade criada pelos Comitês PCJ para prestar apoio ao seu funcionamento e atuar como sua secretaria executiva, além de executar as ações previstas no Plano de Bacias.

A Agência das Bacias Piracicaba, Capivari e Jundiaí possui personalidade jurídica, faz a gestão dos recursos hídricos nas Bacias PCJ e é responsável pelo gerenciamento financeiro tanto dos recursos arrecadados com a cobrança pelo uso das águas nos rios de domínio da União como dos recursos arrecadados nos rios de domínio do estado de São Paulo.